A Grande Luz que o Criador nos Deu

Menu Principal

Eventos & Cursos


Menu Principal

Assinatura


Torne-se membro

Descubra mais sabedoria e práticas para elevar a si mesmo, a sua vida e as pessoas ao seu redor. De artigos e vídeos semanais a aulas e eventos com transmissão ao vivo e presencialmente, há um plano de assinatura para todos.

Veja planos de assinatura
Assinatura em Destaque:
Comunidade
  • Benefícios inclusos:
  • Participe de webinars interativos toda semana
  • Assista a cursos completos on demand
  • Aproveite descontos em eventos, orientação em serviços individuais e produtos*
  • E muito mais...
  • Junte-se Hoje
  • *Nas localidades participantes. Haverá restrições aplicadas.
Menu Principal

Orientação


Vá ainda mais fundo na sabedoria da Kabbalah com orientação personalizada e leituras de mapas.
Encontro gratuito com um professor

Nossos instrutores dedicados estão aqui para ajudá-lo a navegar em sua jornada espiritual.

Solicite o Seu
Leitura de Mapa Astral Kabalístico

Aprender sobre nossa alma por meio de um mapa astrológico ajuda a dar mais significado e maior compreensão às experiências que enfrentamos, às pessoas que conhecemos, ao trabalho que fazemos e às bifurcações da estrada.

Agende uma leitura de mapa
Orientação Pessoal - Serviços do Kabbalah Centre

Sessões personalizadas individuais com um instrutor para aprofundar em uma área que lhe interessa ou oferecer suporte onde você mais precisa. As reuniões abrangem desde relacionamentos, tikkun e estudo profundo do Zohar, todas personalizados especialmente para você.

Reserve uma Sessão de Orientação

A Grande Luz que o Criador nos Deu

Michael Berg
Janeiro 19, 2022
Curtir 30 Comentários 9 Compartilhar

A porção de Yitro é importante; é aquela em que a Revelação no Sinai, chamada de “Os 10 Pronunciamentos”, o momento em que a Bila HaMavet La'Netzach, a remoção da dor, do sofrimento e da morte deste mundo, foi revelado. Portanto, no Shabat Yitro, que é o momento da revelação da Luz de Bila HaMavet La'Netzach, há um conceito no qual estive pensando. Temos consciência, é claro, do poder do Zohar e da importância de estudar o Zohar, mas estamos realmente acendendo uma paixão e uma conexão cada vez maior com o poder do Zohar?

“Estamos acendendo uma paixão maior pelo Zohar?”

Há uma seção do Ramchal em que o grande kabalista Rav Moshe Chaim Luzzatto fala sobre a importância do estudo, e mais poderoso ainda, no que se refere à Luz do Zohar. Ele nos diz que entre toda a grande Luz e dádivas que o Criador nos deu, há um que é maior do que todos os outros. É o mais elevado, poderoso e importante de todas as dádivas que o Criador deu à humanidade. O que foi dado no Sinai, as forças reveladas dentro da Luz do Zohar, ele nos diz, é o maior presente que o Criador deu a este mundo; o Criador colocou a Luz mais elevada às palavras que estão dentro do Zohar. Há uma dádiva, um lugar onde o Criador colocou Sua Luz mais elevada, a Luz mais elevada do que qualquer outra coisa criada neste mundo, e isso está dentro da Luz do estudo do Zohar.

Portanto, precisamos visualizar isso e realmente usar nossa consciência sobre o que o Criador fez, todas as vezes antes de abrirmos o Zohar. Temos que entender que o Criador ligou cada palavra e letra à Luz mais elevada e importante que Ele tem para nos dar. E quer estejamos escaneando, lendo, estudando ou dizendo as palavras, temos que ver a grande Luz ligada a cada uma dessas letras e palavras.

Então, se olharmos para cada letra e palavra, todas elas têm Luz. Mas é uma pirâmide de Luz reversa. Quanto nos aprofundamos para entender, o Ramchal nos diz, mais dessa Luz atraímos para nós mesmos. Sim, ao escanear, nos conectamos a um nível, ao ler, nos conectamos a outro e, ao compreender, nos conectamos a um nível superior. E embora seja verdade que cada uma dessas letras e palavras tenha uma grande Luz ligada a elas, há uma Luz cada vez maior. Portanto, uma conexão simples é um nível, a conexão mais profunda é outro, e, a compreensão mais profunda é um outro nível.

Portanto, a maior Luz que o Criador colocou  nessas palavras depende do quanto  investimento de esforço, mente e compreensão colocamos nela. Esta dádiva, esta infusão de Luz que o Criador colocou neste mundo, tem muitas possibilidades de conexão e Luz. E os níveis de Luz dependem do nível de investimento de esforço que se coloca no desejo de compreender. No entanto, explica o Ramchal, temos que saber que, mesmo nos níveis mais baixos, não há estudo que não extraia uma grande Luz. Embora, é claro, quanto maior o investimento de esforço, tempo, consciência e compreensão, mais Luz ligada à ela é revelada, a garantia é que qualquer tipo de conexão com a Luz do Zohar atrairá esta grande dádiva.

Assim, embora cada aspecto do estudo atraia uma grande Luz, um nível crescente de conexão pode ser alcançado investindo mais esforço no estudo. Mas o que é importante entender – e é por isso que a consciência é tão importante – é que as palavras do Zohar, tal como existem como palavras, não são tão especiais. Mesmo a compreensão literal dos grandes segredos que o Zohar revela, sim, são importantes e especiais, mas eles são de um grau muito inferior do que a Luz que o Criador anexou a eles.

É importante entender que não se trata do que está lá, mas sim, da decisão do Criador de escolher acoplar essas letras e palavras à grande Luz. Rav Ashlag diz que é uma dádiva dupla que o Criador decidiu dar: conectar esta grande Luz às palavras que também nos despertam para a conexão espiritual e têm grandes segredos dentro delas. Mas a realidade de que o Zohar tem grandes segredos e que tem grande sabedoria espiritual é uma coisa completamente separada da escolha que o Criador fez para conectar essas letras e palavras à grande Luz.

Rav Ashlag explica que temos que ter clareza sobre essas duas realidades separadas e distintas sobre o Zohar: podemos ler a grande Luz e sabedoria e ter inspiração, compreensão e segredos, mas essa sabedoria, compreensão e assim por diante, existiam separadamente da escolha que o Criador fez para conectar as palavras à grande Luz. Para explicar isso em um exemplo, é como um balão de festas sendo amarrado à uma cadeira. Não há conexão entre a cadeira e o balão, só que alguém decidiu dar um nó no barbante e amarrar o balão à cadeira. Não há nada inato na cadeira que exija que o balão seja preso à ela, exceto alguém decidindo que vai prendê-lo.

E, portanto, o Ramchal diz, o verdadeiro poder da Torah e especificamente, a maior Luz da Torah - que é a Luz do Zohar - não são suas palavras, ensinamentos ou segredos; é a escolha que o Criador fez de conectar essas letras e palavras à Sua maior Luz. Como tal, diferente daquela decisão que o Criador fez de amarrar essas letras e palavras à Sua maior Luz, poderia ser como estudar qualquer outro grande livro de sabedoria. Porque existem muitos livros de sabedoria, mas nenhum tem a decisão da Luz do Criador de conectar Sua maior Luz a eles. Isso é o que há de tão poderoso no Zohar. Mas se não temos essa consciência, então estamos aprendendo sabedoria de um livro onde, sim, estamos nos conectando a segredos poderosos, mas não é disso que se trata o Zohar... e temos que ter essa consciência e clareza, porque outros livros de sabedoria não têm o dom inato de cada palavra ser ligada à uma grande Luz pelo Criador.

O que o Criador fez com a Torah, e especificamente com o Zohar, o Ramchal nos diz, é anexar as palavras e letras à uma Luz divina, elevada e celestial. Como tal, o Ramchal diz que uma pessoa que entende isso, com a consciência correta, deveria estar tremendo quando se conectar e ler o Zohar, porque isso é o que estamos fazendo quando estamos lendo e estudando o Zohar. Com cada letra e palavra, estamos atraindo esta grande Luz que o Criador anexou à essa letra ou palavra.

"A grande Luz ligada a essas letras e palavras também será atraída para nós, e a grande Luz do Criador que é interna a todos nós se tornará cada vez maior, e a correção e a Luz podem ser atraídas para o mundo inteiro. "

Se abrirmos o Zohar e apenas fizermos uma conexão, visto que é um livro tão poderoso com tanta Luz, sim, vamos obter um pouco de Luz. Mas a oportunidade real é para nós tomarmos um momento antes de abrirmos o Zohar, e lembrar esta consciência: estas letras e palavras que estou prestes a me conectar, o Criador decidiu conectar a Luz mais elevada e poderosa, e portanto, enquanto eu leio, estudo, examino e me conecto com elas, minha consciência deve usá-las para atrair a grande Luz que o Criador lhes anexou. Se fizermos isso, diz o Ramchal, então a grande Luz ligada a essas letras e palavras também será atraída para nós, e a grande Luz do Criador, que está dentro de todos nós, se tornará cada vez maior, e a correção e a Luz pode ser atraída para o mundo inteiro. No entanto, se não tivermos essa consciência, essa grande Luz não poderá ser atraída por nós e, ao contrário, será simplesmente outra forma de estudo feita por outra pessoa.

O Shabat Yitro é quando a Torah literal foi revelada no Sinai; mas, o mais importante, é que a alma, a grande Luz da Torah, que é a Luz do Zohar, foi revelada. Portanto, o que queremos pedir neste Shabat, e com este ensinamento, é ganhar consciência para nos reacendermos constantemente ao poder que somos capazes de revelar, através da conexão com o Zohar, a maior Luz do Criador que está disponível.
 


Comentários 9