Criando um caminho para uma sabedoria mais profunda

Menu Principal

Eventos & Cursos


Menu Principal

Assinatura


Torne-se membro

Descubra mais sabedoria e práticas para elevar a si mesmo, a sua vida e as pessoas ao seu redor. De artigos e vídeos semanais a aulas e eventos com transmissão ao vivo e presencialmente, há um plano de assinatura para todos.

Veja planos de assinatura
Assinatura em Destaque:
Comunidade
  • Benefícios inclusos:
  • Participe de webinars interativos toda semana
  • Assista a cursos completos on demand
  • Aproveite descontos em eventos, orientação em serviços individuais e produtos*
  • E muito mais...
  • Junte-se Hoje
  • *Nas localidades participantes. Haverá restrições aplicadas.
Menu Principal

Orientação


Vá ainda mais fundo na sabedoria da Kabbalah com orientação personalizada e leituras de mapas.
Encontro gratuito com um professor

Nossos instrutores dedicados estão aqui para ajudá-lo a navegar em sua jornada espiritual.

Solicite o Seu
Leitura de Mapa Astral Kabalístico

Aprender sobre nossa alma por meio de um mapa astrológico ajuda a dar mais significado e maior compreensão às experiências que enfrentamos, às pessoas que conhecemos, ao trabalho que fazemos e às bifurcações da estrada.

Agende uma leitura de mapa
Orientação Pessoal - Serviços do Kabbalah Centre

Sessões personalizadas individuais com um instrutor para aprofundar em uma área que lhe interessa ou oferecer suporte onde você mais precisa. As reuniões abrangem desde relacionamentos, tikkun e estudo profundo do Zohar, todas personalizados especialmente para você.

Reserve uma Sessão de Orientação

Criando um caminho para uma sabedoria mais profunda

Michael Berg
Junho 8, 2022
Curtir 33 Comentários 7 Compartilhar

Na Haftará da porção Beha'alotcha, a leitura de Zacarias, o profeta tem uma visão do sumo sacerdote, e diz que o Oponente – a força global que está tentando impedir qualquer indivíduo de se conectar à Luz do Criador – estava em pé à sua direita. O lado direito representa o positivo, o trabalho espiritual, e o lado esquerdo representa o negativo, ou o egoísmo. E embora a maioria de nós saiba que o Oponente está muito envolvido no egoísmo e nas ações negativas, muitas vezes esquecemos que  está lá também para as ações positivas.

"O lado direito representa o positivo, o trabalho espiritual..."

Rav Ashlag explica que se a Haftará     dissesse que o Satan estava sentado do lado esquerdo, isso significaria que ele estava tentando fazer alguém ser egoísta ou fazer algo negativo. Mas não é isso que diz a profecia. É dito que o Oponente está do lado direito, no trabalho espiritual. Então, o que ele está fazendo no trabalho espiritual? Rav Ashlag diz que o Oponente está nos dizendo que é o suficiente termos sido inspirados por um conceito que acabamos de aprender, mas que não precisamos nos aprofundar nele.

Então, quero focar no que Rav Ashlag diz sobre o conceito de klipot, que literalmente significa “cascas”. Quando uma pessoa não tem grande desejo de aprender profundamente, isso não vem de nós; existe essa força, o Oponente, que está envolvido no trabalho espiritual, nos dizendo para estudarmos, mas não irmos muito fundo, nos dizendo para absorvermos só um pouquinho, porque é demais para nós. Não somos nós, dizendo a nós mesmos que sim, alguma sabedoria que aprendemos ajudou um pouco, mas não queremos ir mais longe, porque não queremos mudar tanto... isso é o Oponente. É o Lado Negativo, a klipot, dizendo para não irmos mais fundo.

Muitas vezes, quando pensamos em nosso trabalho espiritual, por exemplo, o conceito de devekut, a união completa com a Luz do Criador, esse é um conceito positivo. Mas temos que estar cientes de que o Oponente está ali, dizendo: “Tudo bem estudar, mas pare por aí. Não se aprofunde.” Sendo assim, se não entendermos que o trabalho espiritual, especificamente o estudo da Kabbalah e da Luz do Zohar, é onde o Oponente vai entrar e tentar nos parar, então nunca chegaremos a lugar algum. Se pensarmos que a espiritualidade ou o caminho da Kabbalah pode ser uma jornada espiritual positiva, isso não está certo, porque o Oponente vai ficar ali e tentar nos impedir de diferentes maneiras. A maneira específica de que Rav Ashlag está falando aqui, onde o Oponente tenta nos parar, é a klipá dizendo: “Vá apenas até certo ponto, e não mais longe que isso”. É por isso que tantas pessoas aceitam ter apenas uma compreensão superficial e básica.

"Há uma casca em torno do conhecimento mais profundo."

Muitos estão dispostos a tirar a klipá, a casca, mas não se aprofundam para comer a fruta e, portanto, não estão se conectando à parte importante; eles estão apenas se conectando à klipá. E as ações negativas de um indivíduo dão força a todas as klipot, e então afetam o indivíduo vindo até ele e dizendo: “Você entende o suficiente, não precisa ir mais fundo”, impedindo-os de mergulhar verdadeiramente no conhecimento e na sabedoria. Este é um conceito muito importante. Não é nossa escolha quando não nos aprofundamos; é o nosso Oponente, nossas klipot. Então, temos que começar com a compreensão de que todos nós, em algum nível de nosso trabalho e compreensão espirituais, temos essas cascas. E essas cascas não surgem do nada. Essas cascas, como explica Rav Ashlag, são os efeitos de nossas ações negativas.

É dito que quando o Ari, Rav Isaac Luria, estudava, ele suava. E ele dizia que quando estava suando, estava quebrando uma klipá, porque sabia que tinha que quebrar todas as suas próprias klipot para alcançar novos níveis de compreensão. Portanto, não importa o que entendemos neste ponto, quanto trabalho espiritual fizemos ou quanta sabedoria achamos que ganhamos; precisamos saber que há muita verdade e necessidade de aprofundamento que não fizemos, porque o Oponente está ali, dizendo: “Basta. Não vá mais longe. Não atinja o conhecimento que precisamos atingir.”

E, portanto, tudo começa com essa compreensão de que há uma casca em torno do conhecimento mais profundo que precisamos aprender e do trabalho mais profundo que precisamos fazer. Precisamos implorar, e a súplica tem que ser baseada no fato de que sabemos que há uma forte klipá nos impedindo de obter nossa compreensão mais profunda e nosso verdadeiro trabalho espiritual. Porque se tivermos um verdadeiro anseio e desejo de quebrar as klipot e criarmos um caminho através de nossa casca em direção à verdade, aos nossos conhecimentos e trabalhos espirituais, então podermos obter esse conhecimento mais profundo. É um ensinamento muito importante sobre a maneira pela qual precisamos focar nosso trabalho espiritual.
 


Comentários 7